BR-116 e BR-040 terão postos de parada para caminhões

Compartilhar           Orkut          

| 14/11/2012 - Atualizada em: terça-feira, 18 de outubro de 2016 15:02

Foto: Claus Isenberg

​Reivindicação do senador Clésio Andrade para a construção de postos de parada para caminhões nas rodovias deve sair do papel com o plano de concessões, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).  Segundo o senador, que preside a Confederação Nacional do Transporte (CNT), as BR-116 e BR-040 serão as primeiras concessões de rodovias a prever pontos de paradas para os motoristas de veículos de carga.

Os vencedores dos leilões, previstos para o final de dezembro e janeiro, deverão construir os postos já no primeiro ano de concessão. Os locais serão sugeridos pelas empresas em projeto apresentado até o terceiro mês de concessão e serão avaliados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).


BR-116

Com 817 km de extensão, no trecho entre Além Paraíba (MG) e Divisa Alegre (MG), a privatização da BR-116 prevê investimentos na ordem de R$ 5,1 bilhões, nos 25 anos de concessão. Nos primeiros cinco anos do contrato, a empresa vencedora deverá duplicar toda a rodovia. Apenas após a conclusão de 10% das obras, a concessionária poderá iniciar a cobrança de pedágio.

A tarifa máxima estabelecida para a BR-116 será de R$ 6,40. Estão previstos pedágios em Medina; Caraí; Itambacuri; Governador Valadares; Ubaporanga; São João do Manhuaçu; Muriaé e Além Paraíba – todos em Minas Gerais.  Segundo a ANTT, a previsão é que o edital seja publicado até o final de novembro e o leilão ocorra ainda em dezembro.


BR-040

A rodovia que liga Brasília (DF) a Juiz de Fora (MG) seguirá o mesmo modelo de contrato estabelecido para a estrada mineira. Com 6,5 bilhões em investimentos, a BR-040 terá 557 km de vias duplicadas, além de 47 interseções, 52 passarelas e 62 km de vias marginais em travessias urbanas.

Ao longo dos 936 quilômetros da rodovia está prevista a instalação de 11 praças de pedágios em Cristalina (GO); Paracatu; Lagoa Grande; João Pinheiro; Canoeiros; Felixlândia; Curvelo; Sete Lagoas; Nova Lima; Carandaí e Juiz de Fora (MG). A tarifa teto será de R$ 4,20. Segundo a ANTT, o edital deve sair até o fim deste ano e o leilão será realizado no primeiro mês de 2013.



Compartilhar           Orkut