Proposta determina que parlamentares deixem seus cargos 6 meses antes das eleições

Compartilhar           Orkut          

| 17/10/2013 - Atualizada em: domingo, 9 de outubro de 2016 17:15

O senador Clésio Andrade (PMDB/MG) apresentou, no final da tarde desta quarta-feira (16), a PEC 56/2013, que tem como objetivo estender a obrigatoriedade de desincompatibilização, seis meses antes do pleito, para senadores, deputados estaduais, federais e vereadores quando concorrerem a outros cargos. Atualmente, apenas Presidente, Governadores e Prefeitos devem cumprir esta obrigação.

“Acreditamos que dessa maneira os parlamentares, ao renunciar, poderão dedicar-se exclusivamente à campanha eleitoral, ficando livres para visitar suas bases, cumprindo agendas, ouvindo e conversando com os eleitores, como exigem os compromissos de campanha, ao mesmo tempo em que os legislativos estarão com plena capacidade de funcionamento na medida em que os suplentes assumirão a titularidade de suas funções, não prejudicando, assim, o processo legislativo”, disse o senador Clésio Andrade.

O senador peemedebista afirmou ainda que o afastamento compulsório do exercício do mandato contribuirá para que as eleições possam exprimir, de forma mais legítima, a escolha de seus representantes, seja para a Presidência da República, para os Governos de Estado, Prefeituras Municipais, Congresso Nacional, para as Câmaras Legislativas Estaduais e Municipais.

Compartilhar           Orkut