Clésio Andrade: R7

Compartilhar           Orkut          

Clipping - R7 | 11/06/2013 - Atualizada em: terça-feira, 18 de outubro de 2016 7:17

Cresceu o número de brasileiros que desaprovam o desempenho pessoal da presidente Dilma Rousseff no comando do País. Pesquisa da CNT (Confederação Nacional dos Transportes) divulgada nesta terça-feira (11) mostra que 20,4% da população está insatisfeita com Dilma. No levantamento anterior, divulgado em agosto de 2012, o percentual era de 17,3%. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.

A
inda de acordo com o levantamento, a popularidade da presidente oscilou negativamente de 75,7% para 73,7%.

Sobre o desempenho do governo da petista, 9% fazem uma avaliação negativa, enquanto em agosto esse índice era de 7%. A porcentagem de brasileiros que fazem uma avaliação positiva do governo passou de 56,6%, na pesquisa anterior, para 54,2% no levantamento divulgado hoje.

Pesquisa CNT mostra que 73,1% dos brasileiros ainda não têm candidato a presidente.

Na semana passada, pesquisa feita por outro instituto, o Datafolha, trouxe a primeira queda significativa de popularidade de Dilma desde o início de seu mandato, em janeiro de 2011. A pesquisa mostrou que 57% da população considera bom ou ótimo o governo da petista. O índice era de 65% em março.

Nesta edição do estudo da CNT, foram entrevistadas 2.000 pessoas, em 134 municípios de 20 Estados, entre os dias 1º e 5 de junho.

Emprego e renda

Os brasileiros estão mais pessimistas quanto à melhora da renda e emprego para os próximos seis meses. Segundo a pesquisa, 39,6% da população acredita que o emprego vai melhorar, o índice anterior era de 54,1%. Quanto à renda mensal, 35,8% acreditam que o rendimento vai aumentar, contra 49% do último levantamento.

Caiu também o percentual de pessoas que consideram que deve haver melhora na educação. A expectativa passou de 47,2%, em julho do ano passado, para 33,1% neste ano. Os índices caíram também para saúde, cuja expectativa de melhora passou de 43,7%, no ano passado, para 26,2% neste ano.

P
ara o presidente da CNT, Clésio Andrade, as avaliação refletem diretamente na popularidade do presidente.

— Podemos concluir que há uma queda do otimismo do emprego e renda mensal, isso reflete na popularidade do governante.


Kamilla Dourado, do R7, em Brasília

Compartilhar           Orkut