Clésio Andrade defende elevação de royalties para Minas

Compartilhar           Orkut          

COBRANÇAS DO INTERESSE DE MINAS | 27/09/2012 - Atualizada em: terça-feira, 18 de outubro de 2016 7:17

Divulgação Rio Tinto

O senador Clésio Andrade voltou a  requerer  celeridade na votação do projeto de lei de sua autoria, que eleva os royalties do minério de ferro de 2% para 4%, atualmente em tramitação na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal.  O projeto, argumenta o senador, é uma alternativa ao veto presidencial que invalidou a emenda que alterava a forma de cálculo da Compensação sobre Exploração Mineral (Cfem), e sua inclusão na pauta deve ser feita o mais rápido, principalmente em razão da queda da arrecadação dos  royalties  no último trimestre.

O senador mineiro tem articulado para que sejam aprovados no próximo esforço concentrado do Senado dois projetos que tratam da elevação dos royalties: o PLS 283/2011, de sua autoria,  o PLS 1/2011, apresentado pelo senador paraense Flexa Ribeiro. Os dois projetos são relatados pelo também senador mineiro Aécio Neves, que apresentará o parecer definitivo à Comissão de Infraestrutura do Senado. 

Compartilhar           Orkut