Clésio Andrade se reúne com ministra da Casa Civil

Compartilhar           Orkut          

| 20/07/2011 - Atualizada em: sábado, 8 de outubro de 2016 4:05

Foto: Agência Senado

O senador Clésio Andrade (PR-MG) se encontrou, nesta quarta-feira (20), com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, para defender a criação do Tribunal Regional Federal da 6ª Região, com jurisdição sobre Minas Gerais e sede em Belo Horizonte. O pedido do senador visa agilizar o andamento dos processos submetidos atualmente ao TRF da 1ª Região.

“Minas Gerais é o segundo estado mais populoso do país, terceiro maior PIB, e o maior em movimentação processual dentro do TRF da 1ª Região, sendo responsável por 42% de todos os processos dessa instância”, afirma Clésio Andrade.

Atualmente, o estado de Minas Gerais é atendido pelo TRF da 1ª Região, que analisa os processos de outros 12 estados e mais o Distrito Federal, o que tem provocado congestionamento e morosidade das demandas da população mineira: 87,2% dos processos ficam sem julgamento a cada ano.

No encontro, Clésio Andrade ressaltou também a importância da aprovação do Projeto de Lei 283/2011, de sua autoria, que eleva de 2% para 4% os royalties referentes a exploração do minério de ferro. O objetivo é aumentar a arrecadação visando, principalmente, minimizar os impactos socioambientais sobre os mais de 60 municípios mineradores brasileiros.

Outro ponto discutido com a ministra Gleisi Hoffmann foi a carência do mercado de trabalho por motoristas profissionais, calculada hoje em 50 mil. Clésio Andrade apresentou à ministra o projeto Jovem Motorista. Segundo o senador, que também preside a Confederação Nacional do Transporte (CNT), o projeto prevê a gratuidade na primeira habilitação para 65 mil jovens motoristas anualmente, que será custeada por programas sociais do governo federal.

Compartilhar           Orkut