Mineira é confirmada no STJ

Compartilhar           Orkut          

| 27/06/2012 - Atualizada em: quinta-feira, 13 de outubro de 2016 21:34

​A indicação da desembargadora Assusete Magalhães para ministra do Superior Tribunal de Justiça foi aprovada, nesta terça-feira (26), no Plenário do Senado. Clésio Andrade comemorou a aprovação e considerou a nomeação da mineira como um início do resgate da posição de destaque do estado.

“A confirmação do Plenário ao nome da desembargadora como ministra do STJ é de grande importância para Minas e para restabelecer o equilíbrio da nação. O resultado é fruto da extrema competência e dedicação da Drª Assusete Magalhães e da nossa luta em prol da recuperação do prestígio de Minas Gerais no judiciário. Com certeza a presença dela engrandecerá em muito essa Corte”, disse Clésio.

Mineira de Serro, Assusete Magalhães é juíza federal há 28 anos e exerceu o cargo de procuradora da República.  A nova integrante do STJ também  presidiu o Tribunal Regional Federal da 1ª região, que tem jurisdição sobre 13 estados e o Distrito Federal. A nomeação de um representante mineiro para o Superior Tribunal de Justiça era uma das mais importantes reivindicações do documento Fortalecimento de Minas, coordenado pelo senador Clésio Andrade e pela bancada de apoio ao governo Dilma Rousseff e que sintetiza as principais demandas do estado Minas Gerais.

Compartilhar           Orkut