Dia Nacional do Café: senador quer fomentar produção nacional

Compartilhar           Orkut          

| 24/05/2012 - Atualizada em: segunda-feira, 17 de outubro de 2016 5:56

Fernando Stankuns

 

Desde 2005, o 24 de maio é reservado para comemorar o Dia Nacional do Café. “Comemorar, mas projetar um futuro melhor”, afirma o senador Clésio Andrade, integrante da Frente Parlamentar em Defesa da Cafeicultura. Em 2011, as exportações de café do Brasil alcançaram o recorde de 33,45 milhões de sacas no último ano, maior parte do volume exportado refere-se ao produto in natura. 

Segundo o senador Clésio Andrade, o café, destaque na pauta de exportação brasileira, “pode aumentar consideravelmente o peso na balança comercial caso agregue valor ao produto”.

Com esse objetivo, Clésio enviou ofício ao Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e a Ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. No documento, o senador mineiro cobra a criação da Empresa Brasil do Café (EBC), “De vital importância para que se desenvolva mecanismo de fomento de qualificação da cadeia produtiva nacional”, justifica o senador.

“Essa empresa deve assumir o papel antigamente desempenhado pelo Instituto Brasileiro do Café (IBC) para contribuir com a promoção do produto nos mercados externo e interno”, explica o senador Clésio Andrade.

A demanda tem o apoio do grupo Pró-Minas da Dilma e é um dos principais pontos do documento Fortalecimento de Minas no Cenário Nacional. Coordenado pelo Senador Clésio Andrade, e com participação da bancada mineira de apoio ao governo Dilma, o documento faz um diagnóstico sobre as principais necessidades do estado em relação a obras de infraestrutura e também sobre a recuperação do espaço político perdido no cenário nacional.​

 

Compartilhar           Orkut