Senador defende PROER da saúde

Compartilhar           Orkut          

| 06/07/2011 - Atualizada em: domingo, 2 de outubro de 2016 5:15

Nesta quarta-feira (6), o senador Clésio Andrade propôs, na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), a união dos parlamentares para discutir a criação do Programa de Estimulo à Reestruturação (PROER) da saúde. A proposta do senador mineiro é a busca de uma solução para o crescente endividamento dos hospitais.

Clésio Andrade lembra que, além de impactar as grandes capitais, a carência de verba para a saúde é potencializada na esfera municipal. “É uma situação alarmante. Nas santas casas, o problema é ainda mais grave, pois elas dependem unicamente dos municípios”, afirma o senador.

O parlamentar mineiro afirma que para resolver o problema do endividamento dos hospitais será necessário um grande volume de recursos. O senador lembrou ainda que o sistema bancário nacional só sobreviveu em virtude do PROER, que injetou recursos elevados no sistema financeiro para que ele se tornasse, hoje, modelo internacional.

Clésio pediu que os senadores estudassem juntos um projeto para encaminhar ao Governo Federal  para “estancar” o endividamento e partir para outras formas de financiamento dos hospitais.

PROER

O Programa de Estimulo à Reestruturação foi implementado no governo FHC com a finalidade de recuperar as instituições financeiras que estavam com graves problemas de caixa, o que poderia gerar uma crise econômica sistêmica. O programa vigorou até 2001, quando da promulgação da Lei de Responsabilidade Fiscal, que proibiu aportes de recursos públicos para saneamento do Sistema Financeiro Nacional.​

Compartilhar           Orkut