Clésio contra a guerra fiscal

Compartilhar           Orkut          

| 18/04/2012 - Atualizada em: sábado, 27 de agosto de 2016 4:47

 

O senador Clésio Andrade (PMDB-MG) defendeu a unificação das alíquotas do ICMS contra a “guerra fiscal”, conforme o Projeto de Resolução do Senado nº 72, que aguarda votação pelo plenário, após aprovação pela Comissão de Assuntos Econômicos, na terça-feira, por 20 votos a favor e 6 contrários.

“A unificação restringe a guerra fiscal que tem prejudicado a maioria dos estados, e tem sido especialmente danosa para Minas Gerais, que, devido à concorrência desleal, tem perdido investimentos em indústrias e, com elas, empregos, renda e tributos”, segundo o senador mineiro.

Clésio Andrade defendeu, porém, compensação aos estados que perderão receita com a unificação, de modo a que não sofram desequilíbrio financeiro e administrativo. “Mas a unificação é importante para evitar as importações desordenadas que estão promovendo a desindustrialização do país, com forte reflexo em Minas”, disse Clésio Andrade.

 

Compartilhar           Orkut