Empréstimos comprometem renda familiar

Compartilhar           Orkut          

| 02/04/2012 - Atualizada em: segunda-feira, 17 de outubro de 2016 5:16

O senador Clésio Andrade (PMDB-MG) mostrou preocupação com crescimento do comprometimento da renda pessoal e familiar dos brasileiros com o pagamento de juros e amortizações de empréstimos, que saltou de 19,8%, no final de 2010, para 22,7%, em dezembro de 2011. Como consequência, também a inadimplência subiu, chegando a 7.6% em fevereiro passado, contra 5,8%, no primeiro trimestre de 2011, observou o senador mineiro.

“O governo, que estimulou, e os bancos que concederam crédito, têm que ter a responsabilidade de estimular a educação financeira dos brasileiros não habituados aos financiamentos, para não comprometer o bem estar da família”, cobrou Clésio Andrade. O senador alertou, ainda, que, além dos dramas pessoais do alto endividamento das famílias, o comprometimento da renda pessoal inibe a retomada do crescimento que o governo está buscando.

 

 

 

Compartilhar           Orkut