Clésio Andrade defende cafeicultores em audiência pública

Compartilhar           Orkut          

| 09/06/2011 - Atualizada em: sexta-feira, 23 de setembro de 2016 19:45

 

Nesta quinta-feira (9), a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado realizou audiência pública para discutir o aperfeiçoamento do modelo agrícola. O senador Clésio Andrade (PR-MG) defendeu, na oportunidade, uma política de incentivo aos cafeicultores, com refinanciamento das dívidas e políticas para agregar valor ao produto nacional.
 
O senador mostrou preocupação com a situação de alguns produtores de café que estão tendo dificuldades no refinanciamento de dívidas e outros que tiveram seus débitos extremamente elevados, devido às condições dos financiamentos. “Alguns tiveram que vender as terras para conseguir pagar as dívidas”, afirmou Clésio Andrade, que faz parte da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cafeicultura e quer que a discussão sobre o beneficiamento do café nacional seja retomada.

 

“A Alemanha não produz um pé de café e é o maior exportador de café pronto do mundo. Nossa produção pode ser potencializada se começarmos a agregar valor e parar de exportar café verde”, afirma o senador.
 
Ainda na audiência pública, o senador demonstrou disposição em lutar pelo retorno do Instituto Brasileiro do Café (IBC). A proposta está elencada no documento elaborado por Clésio Andrade e pela bancada mineira de apoio ao governo, intitulado Fortalecimento de Minas no Cenário Nacional.
 
Representantes do Banco do Brasil, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, da Agricultura, Fazenda e Integração Nacional marcaram presença na Audiência Pública.

 

Compartilhar           Orkut